Este site usa cookies. Através dela você concorda com a sua utilização, de acordo com as configurações atuais do navegador.
Aceito

Loading...


Pesquisa Menu
A A A Alto contraste: A A

Portal de Promoção de Exportações



Este ano começou bem para os motoristas poloneses.

Wyślij Impressão Pobierz Ele adicionou: | 2015-02-04 12:54:31
aktualności

Desde o início de janeiro, o preço da gasolina na bomba caiu para 28 groszy (centavos) por litro, diesel para 26 groszy/l, e LPG para 30 groszy/l. Desde meados de 2014, quando a tendência de queda se iniciou, o motorista polonês pagava, em média, 1,19 zloty a menos por litro de gasolina, 1,06 zloty pelo litro do diesel e 57 groszy pelo litro do LPG.

Este ano começou bem para os motoristas poloneses. 

 

Desde o início de janeiro, o preço da gasolina na bomba caiu para 28 groszy (centavos) por  litro, diesel para 26 groszy/l, e LPG para 30 groszy/l. Desde meados de 2014, quando a tendência de queda se iniciou, o motorista polonês pagava, em média, 1,19 zloty a menos por litro de gasolina, 1,06 zloty pelo litro do diesel e 57 groszy pelo litro do LPG.

 

Atualmente, por um litro de combustível, paga-se 6 groszy/l a menos pela gasolina e pelo diesel, e até 9 groszy/l a menos pelo  LPG do que na semana passada. Para demais combustíveis, paga-se:

gasolina sem chumbo 95: 4,30 zł/l; 

gasolina sem chumbo 98: 4,57 zł/l;

diesel: 4,31 zł/l;

autogas: 2,10 zł/l.

 

Para muitos motoristas, este é o período de viagens devido às férias de inverno. O recesso será o mais barato de cinco anos. No ano passado, o custo do combustível foi mais caro para a gasolina sem chumbo 95 (1,02 zloty/l), para odiesel (mais de 1,05 zloty/l), e para o LPG (58 groszy/l).

 

Esse cenário é possível para a próxima semana? Em parte, sim. Não se exclui que, no início de fevereiro, os preços dos combustíveis na bomba continuará a cair (chegando até o valor de 4,25 zloty/l). No entanto, esta pode ser a última semana de reduções de preços tão bruscas de gasolina e diesel na bomba. Ressalta-se que para a continuar as reduções de preços na bomba, será necessário um ajuste em fevereiro dos preços no atacado.

 

As mesmas previsões não se encaixam para o LPG, pois observa-se tendências de baixa nos preços ainda por muito tempo.

 

Fonte: wnp.pl