Este site usa cookies. Através dela você concorda com a sua utilização, de acordo com as configurações atuais do navegador.
Aceito

Loading...


Pesquisa Menu
A A A Alto contraste: A A

Portal de Promoção de Exportações



Intercâmbio comercial entre a Polônia e o Brasil em 2010

Enviar Impressão Download Ele adicionou: | 2011-04-19 20:27:12

2010

Tanto os dados GUS preliminares obtidos junto ao Ministério da Fazenda da Polônia, como os dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior de 2010 indicam que houve um aumento significativo na dinâmica do comércio brasileiro-polonês em relação ao mesmo período de 2009. O comércio bilateral entre os dois países em 2010 atingiu o segundo nível mais alto nos últimos 20 anos.

De acordo com a Agência Central da Estatística da Polônia (GUS) em 2010 o comércio entre Polônia e o Brasil totalizou USD 1,161 bilhão, um aumento de 32% em relação a 2009, quase atingindo o nível do ano de 2008 (antes da crise economica mundial), quando atingiu um recorde de USD 1,172.9 milhões. As exportações polonesas no período somaram USD 363,9 milhões (aumento de 82% em relação ao ano anterior), enquanto as importações polonesas do Brasil – USD 797,2 milhões (um aumento de 17%). Diminuiu ligeiramente o saldo negativo do comércio polonês com o Brasil (-433,247 milhões USD em 2010, comparado com -476.8 milhões USD em 2009).

O volume de negócios Brasil-Polônia, de acordo com os dados da Secex, em 2010 atingiu USD 836,8 milhões, sendo a exportação polonêsa USD 445,2 milhões (aumento de 63,7% em relação a 2009) e importação polonesa USD 391,6 milhões (aumento de 29,1%). De acordo com dados os itens principais na lista de de exportações polonesas são: trilhos (quota de 15,7%), sulfato de amônio (6,2%), peças para televisores (5,4%), outros adubos (5%), autopeças (4 , 1%). Quanto as importações do Brasil: aviões (30,9% do total), tabaco (19,5%), autopeças (11,3%), óleo de soja (6,1%), peles (3,1%).

A diferença entre os dados da Secex e os dados poloneses deve-se principalmente à execução de determinadas transacções comerciais através de outros países, principalmente Holanda e na Alemanha. Isso se aplica principalmente aos produtos alimentares importados do Brasil.

O grande aumento do volume de negócios comerciais entre a Polónia e o Brasil é um resultado do desempenho commercial recorde do Brasil verificado em 2010. Comparado com o ano de 2009, o Brasil obteve um aumento de 42% nas suas importações (aumento de cerca de 32% nas exportações brasileiras), “desbloqueando" os efeitos negativos da crise econômica mundial tão visíveis em 2009. Houve um aumento acentuado de importações brasileiras no que toca os itens estrategicos no comércio polonês com o Brasil, como por. ex. na indústria automotiva (50%), fertilizantes (26,6%), ferro e aço (71%).

Analisando a lista de exportação polonesa na base de dados poloneses de 2010, em comparação com o período homólogo de 2009, é visível o domínio de dois grupos de produtos: máquinas para a indústria de produtos eletrônicos (USD 146,3 milhões em 2010, no ano anterior USD 110,6 milhões, um aumento de 32%) e produtos químicos (USD 86,2 milhões em 2010, no ano anterior USD 43 milhões, um aumento de 100%), que juntos representam mais de 50% das exportações polonesas para o mercado brasileiro. Ao mesmo tempo, no entanto, em 2010 houve um grande aumento nas exportações de produtos metalúrgicos (USD 72,1 milhões, um aumento de 700%). Estes três grupos se reúnem para mais de 70% de exportações polonesas para o Brasil em 2010

A posição mais importante na lista de exportação polonesa em 2010 foram os trilhos ferroviários - USD 56 milhões.
Entre as indústrias de engenharia elétrica, o principal item na lista polonesa de exportação foram máquinas e equipamentos elétricos, USD 76,8 milhões. Entre eles, em primeiro lugar, há partes para aparelhos de radiodifusão, que depois de uma queda drástica de 82% em 2009, no ano de 2010 cresceram 90%, atingindo um valor de USD 30,2 milhões. O segundo item importante foram as peças e acessórios para veículos, fornecidos por USD 20,2 milhões (um aumento de mais de 100%). Houve também um aumento significativo na exportação de lâmpadas de incandescência ou de descarga – USD 17, 2 milhões (em 2009 USD 2,9 milhões). Mantiveram sua posição os itens como motores de combustão interna (USD 10,3 milhões, um aumento de 7%) e eletrodos de carbono (USD 9,7 milhões, um aumento de 150%). Desapareceram da lista os veículos automoveis, que foram a posição mais importante das exportações polonesas para o Brasil em 2009 .

No grupo de produtos da indústria química, cuja oferta aumentou em 100%, o maior item em 2010 foi o sulfato de amônio, USD 24,4 milhões, um aumento de entregas de 19%. Após um ano de folga e voltaram para a lista os fertilizantes nitrogenados (21,5 milhões de dólares).

No grupo de produtos minerais mais importantes em 2010, lideraram os óleos de petróleo, no valor de USD 11,1 milhões (em 2009 USD 11.100).

Análise do comércio em 2010 mostra que os produtos poloneses tradicionalmente exportados para o Brasil (incluindo fertilizantes, eletrodos de carbono, soro, componentes para automóveis e produtos do grupo de máquinas e equipamentos) voltaram, ou chegaram perto ao nível de tempos pre-crise.
 
As importações polonesas do Brasil em 2010 atingiram USD 797,2 milhoes  e aumentaram em comparação com o ano de 2009 em 18%. O item principal na lista brasileira de exportações para Polônia em 2010 foram as aeronaves passageiros EMBRAER (USD 125 milhões em 2010, 181 milhões em 2009).  Observámos também um aumento nas compras de bens tradicionais importados do Brasil: tabaco (USD 123,2 milhões, em 2009 USD 97,4 milhões, em 2008 USD 71 milhões), celulose (USD 83, 7 milhões em 2010, USD 47,2 milhões em 2009), sucos de frutas (USD 55,3 milhões em 2010, USD 39,4 milhões em 2009) e café (USD 50,4 milhões em 2009, USD 34,9 milhões em 2008). Novos itens substanciais na lista de importação polonesa do Brasil são os medicamentos (USD 46,5 milhões de dólares, um aumento de mais de 1100%).

Como nos anos anteriores, as importações polonesas do Brasil estão concentradas em cinco grupos de produtos principais: máquinas (aviões, componentes automóveis), agro-alimentares (tabaco, óleo de soja, café, sucos e frutas tropicais), recursos minerais (minério de ferro, alumínio) e produtos químicos e plásticos.





Ofertas de empresas polacas

Maski filtrujące FFP2 polskiej produkcji z certyfikatami

Mam do zaoferowania maski Polskiego producenta. Minimalna ilość zakupu - 1000 szt. Cena: 3....
Polska - Piszczac 2020-12-04 Ele adicionou: Piotr Omelańczuk Construção, Construção e arquitetura, Fabricação de móveis, Aeroespaço, Ferramentas mecânicas Ver oferta
Polska - WROCŁAW 2020-11-30 Ele adicionou: Adam Turek Máquinas e equipamentos Ver oferta

Halal Poultry for sale

As a direct producer of halal poultry, we offer wholesale of chicken and hen carcasses and poultr...
Polska - Warszawa 2020-09-09 Ele adicionou: Adan Hassan Comércio, Outros produtos alimentares, Produção de carne e peixe, Processamento de alimentos, Carne Ver oferta

Veja mais ofertas